segunda-feira, 21 de março de 2011

França, um sonho premiado

Em 2001, ao retornar de minha primeira viagem à França, trouxe além da satisfação de um sonho realizado, muitas fotografias e a certeza de que queria voltar. Mas não fiz o primeiro esforço necessário para concretizar mais um sonho: economias.
Se a primeira viagem foi como um prêmio que me concedi por ter concluido meu Mestrado, a segunda foi realmente um Prêmio. Em 2008 eu fora agraciada com o Prêmio Samuel Benchimmol, por meu projeto de Educomunicação Cientifica para a inclusão social de jovens ribeirinhos.
Festa da entrega do Prêmio, em Palmas -TO, nov/2008

O Prêmio patrocinado pela Federação do Comércio dos Estados da Amazônia, além de ser um importante reconhecimento ao mérito técnico do meu trabalho, me gratificou financeiramente com uma quantia, que não se destinava a execução do projeto, para livre uso do pesquisador premiado.
Foi assim que decidi, empregar parte do dinheiro ganho para conciliar estudo e lazer. A meta principal era participar de um atelier de Divulgação Cientifica em Paris e fazer uma imersão em lingua francesa.
Da decisão à execução do plano se passaram três meses. Desta vez nada daria errado pensei, lembrando da viagem anterior, quando no dia da embarque , num dia 03 de junho, fui barrada por falta da carteira internacional de vacinação.
Em dezembro/ 2008, escrevi para o Centre de Vulgarisation de la Connaissance , da Universidade d'Orsay - Paris-SUD, solicitando a inscrição. Eles responderam me enviando informações, entendi ser um aceite. Comprei as passagens para o período do evento. Tranquila, viajei para Macapá de férias, só quando retornei ao final de janeiro, foi que resolvi confirmar minha inscrição.
Para minha surpresa e desapontamento, não havia mais vaga. Gastei todo o meu vocabulário de gentilezas em francês, para escrever um longo e-mail, pedindo reconsiderarem, pois eu já estava de passagem comprada. Lição no.1 , com francês não tem jeitinho, nada de vaga extra no Atellier, mas aceitaram me receber para uma visita ao centro.
Tentei não me deixar abater por isso, afinal , estava perdendo a chance de dois dias de estudo sobre vulgarisation scientifique, mas o reencontros com amigos e novas descobertas me esperavam. Assim no dia 13 de março, embarquei, dando inicio ao meu rally Paris-Paris na França.

Um comentário:

  1. Ahhhh uma delícia teus contos !
    Bjks amigola !

    Tereza (BXL)

    ResponderExcluir

Por onde andou seu coração?